Cara do Índio via PR1 COR Trail is a 9.2 kilometer moderately trafficked out and back trail located near Corvo, Azores, Portugal that offers scenic views. The trail is good for all skill levels and primarily used for hiking, walking, nature trips, and birding.

DISTANCE
9.2 km
ELEVATION GAIN
463 m
ROUTE TYPE
Out & Back

birding

hiking

nature trips

walking

beach

views

This trail begins next to Cova Vermelha and ends at the beach of Vila do Corvo. The trail goes along ancient lanes lined with stone walls and leads us towards the coast. When we reach the cliffs, we turn to the right to a detour, where we can see the face of an Indian carved in stone. After this, we return through the same track but now we keep walking close to the cliffs. We will follow the signs and a bit further we will see an ancient lane, which we should take. It will guide us down to Vila do Corvo. Along the trail we will find several points of interest such as some shelters, geological formations, large lichens that prove the purity of the Azorean air and, also junipers (Juniperus brevifolia) that proliferate in certain areas. After arriving at the village, the only locality of the island, the trail continues, passing by the port, going along the coast, towards the bathing area. Besides the largest concentration of Azorina vidalii, this area of low altitude is a site of excellence for bird watching, and occasionally it is possible to see less common birds of the American continent.  Este percurso inicia-se junto à Cova Vermelha e termina junto à praia na Vila Nova do Corvo, tem a duração aproximada de 2.30 horas. O percurso segue por antigas “canadas” ladeadas por muros de pedra e vai em direção à costa. Ao chegar junto da falésia vire à direita para um desvio onde se pode observar a cara de um Índio na rocha. Após a descoberta do Índio, volte pelo mesmo caminho mas agora continuando sempre junto à arriba. Seguindo a sinalética, encontrará um pouco à frente uma antiga canada por onde deve seguir, descendo sempre até à Vila Nova do Corvo. Poderá encontrar pelo caminho antigos abrigos, interessantes formações geológicas, líquenes de grandes dimensões a provar a pureza dos ares açorianos e também belos cedros-do-mato (Juniperus brevifolia) que proliferam em certos locais. Depois a chegada à vila continue a caminhar pela parte antiga da única localidade da Ilha, passando pelo porto e junto à costa ate chegar à zona balnear local. Para além te ter a maior concentração de Vedálias (Azorina vidalii) este zona em baixa altitude é local de excelência para observação de avifauna local e com alguma sorte poderá encontrar alguma espécie menos comum vinda do continente americano. Depois desta caminhada não há nada melhor do que um bem merecido mergulho na praia situada no fim do percurso.